Este é um blogue livre de pontos de exclamação

Ilustração de Pedro Vieira
Banda sonora
últ. comentários
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
Claro, tinha que ser Nan Goldin! linda foto...
Que excelente descoberta a minha. Este blog é uma ...
Nem o Godot, nem o Supra-Camões, nem o D.Sebastião...
Parabens pelo destaque nos Blogs do sapo
arquivo
subscrever feeds
Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009
Devido à «proliferação dos novos aparelhos para leitura de livros digitais (e-books)», o bom livreiro Jaime Bulhosa ironiza, indicando que «a partir de agora são muitos os que vaticinam o fim do livro tradicional e, consequentemente, o fim dos livreiros e das livrarias

Como sabe, meu amigo, esta história de que o livro impresso vai morrer vem de longe, com o aparecimento dos primeiros aparelhos de leitura. Entretanto, as novas editoras nascem como cogumelos, os livros reproduzem-se como coelhos. Não se preocupe: os seus exemplos são bons, mas, como outros, não terá de mudar de profissão:

«George Orwell – de livreiro a guerrilheiro.
Mao Tsé Tung – de bibliotecário a ditador.
Casanova – de bibliotecário a Don Juan.
Achille Ratti – de livreiro a Papa Pio XI.
David Hume – de livreiro a filósofo empírico iluminado.
William Blake – de livreiro a artista pobre mas sem dívidas.
Marcel Duchamp – de bibliotecário boémio francês a artista americano ainda mais boémio.
Archibald Macleish - de bibliotecário a três vezes prémio Pulitzer


publicado por Senhor Palomar às 00:24
link do post | comentar | partilhar
Terça-feira, 23 de Junho de 2009
Suketu Mehta, que esteve em Portugal por ocasião do congresso de Jornalismo Literário da Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa, autor de Maximum City, escreveu sobre a livraria Poesia Incompleta. O artigo foi publicado no jornal italiano L’Espresso.

A Livraria Poesia incompleta dedica-se em exclusivo à comercialização (palavra feia para um espaço tão belo) de livros de poesia.

A fotografia é retirada do blog da livraria (link acima).


publicado por Senhor Palomar às 13:57
link do post | comentar | partilhar


pesquisar
 
posts recentes

Os livreiros só desaparec...

Livraria Poesia incomplet...

ligações
etiquetas

agradecimentos e referências ao sr. palo(76)

alêtheia(2)

angelus novus(3)

antígona(5)

assírio e alvim(9)

autores(508)

bertrand(7)

bibliotecas(5)

campo das letras(2)

casa das letras(2)

contraponto(1)

da literatura e de outras artes(58)

desaparecimentos(3)

design editorial(2)

divulgação(49)

e agora para algo completamente diferent(9)

edições 70(4)

edições nélson de matos(1)

editorial presença(8)

efemérides(2)

escritor é um bicho violento(6)

estado(1)

eventos(7)

fixações listas tops e directórios do sr(80)

gradiva(3)

guerra e paz(2)

guimarães editores(5)

histórias do livro(53)

leya asa(2)

leya caminho(11)

leya lua de papel(3)

leya oceanos(8)

leya publicações dom quixote(35)

leya teorema(11)

livreiros e livrarias(2)

livro de reclamações(1)

livro electrónico e outros gadgets(10)

livros(188)

manifestos(6)

nova vega(1)

o esplendor de portugal(1)

o senhor palomar agradece(8)

o senhor palomar ainda vai à bancarrota(1)

o senhor palomar confessa-se(34)

o senhor palomar dialoga(2)

o senhor palomar é falível e erra(3)

o senhor palomar entrevista(1)

o senhor palomar está ao serviço da comu(2)

o senhor palomar faz serviço público(1)

o senhor palomar não gosta de dar estas(1)

o senhor palomar recomenda(24)

o senhor palomar reflecte(1)

o senhor palomar responde(1)

o senhor palomar tem dúvidas(16)

o senhor palomar vai a votos(1)

oficina do livro(2)

penguin(1)

planeta(1)

polémicas(54)

porto editora(14)

prémios e distinções(29)

profissionais da edição(9)

quetzal editores(26)

quidnovi(1)

recensão literária(57)

relógio d'água(6)

revistas imprensa magazines(13)

saída de emergência(1)

sextante editora(1)

teatro(2)

tendências e géneros(14)

tinta-da-china(7)

todas as tags