Este é um blogue livre de pontos de exclamação

Ilustração de Pedro Vieira
Banda sonora
últ. comentários
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
Claro, tinha que ser Nan Goldin! linda foto...
Que excelente descoberta a minha. Este blog é uma ...
Nem o Godot, nem o Supra-Camões, nem o D.Sebastião...
Parabens pelo destaque nos Blogs do sapo
arquivo
subscrever feeds
Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

 

«Nas mãos, na boca, nas palavras, a guerra, pano de fundo de um passado que não se gasta sequer tentando esquecer. Uma guerra também nossa, portugueses leitores, mas nem sempre conhecida senão pelo modo como nós a vivemos e vimos, portanto tão-só e apenas de uma perspectiva unívoca.» Ler aqui.

 


etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 00:16
link do post | comentar | partilhar
Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009
«Não é isto uma ária de ópera para lhe meter agora um interminável adio, adio. Adeus, portanto. Até outro dia? Sinceramente, não creio. Comecei outro livro e quero dedicar-lhe todo o meu tempo. Já se verá porquê, se tudo correr bem. Entretanto, terão aí o “Caim”.» O Nobel deixa, contudo, a porta aberta para colaborações pontuais: «Pensando melhor, não há que ser tão radical. Se alguma vez sentir necessidade de comentar ou opinar sobre algo, virei bater à porta do Caderno, que é o lugar onde mais a gosto poderei expressar-me.» Ler texto na íntegra aqui.
etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 15:30
link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009
«Gabriel García Márquez usou o seu engenho para abrir e consolidar a estrada do depois mal chamado “realismo mágico” por onde logo avançaram multidões de seguidores e, como sempre acontece, os detractores de turno. O primeiro livro seu que me veio às mãos foi Cem Anos de Solidão e o choque que me causou foi tal que tive de parar de ler ao fim de cinquenta páginas. Necssitava pôr alguma ordem na cabeça, alguma disciplina no coração, e, sobretudo, aprender a manejar a bússola com que tinha a esperança de orientar-me nas veredas do mundo novo que se apresentava aos meus olhos. Na minha vida de leitor foram pouquíssimas as ocasiões em que uma experiência como esta se produziu. Se a palavra traumatismo pudesse ter um significado positivo, de bom grado a aplicaria ao caso. Mas, já que foi escrita, aí a deixo ficar. Espero que se entenda.»

Ler na íntegra n'O Caderno de Saramago.

etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 00:23
link do post | comentar | partilhar

Domingo, 2 de Agosto de 2009
Reportagem fotográfica aqui. Alguns exemplos:















etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 01:55
link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
Mia Couto andou a calcorrear o país para promover o seu Jesusalém. Ricardo Duarte, do JL, cobriu os passos do escritor e o resultado pode ser lido hoje no JL (e visto no trailer abaixo, que tem edição de Joana Beleza, da Rádio Renascença).

O Senhor Palomar, naturalmente, ainda não leu a peça em questão. Mas sendo Ricardo Duarte um dos mais auspiciosos esperanças do jornalismo cultural português, aguarda o Senhor Palomar, com ansiedade, a chegada do jornal pelo correio. Ricardo Duarte é culto, rápido de raciocínio e escreve bem. Mas, acima de tudo, é um leitor. E isso faz toda a diferença. [Via Ciberescritas]


Pela Estrada Fora from Joana on Vimeo.


etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 00:02
link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 24 de Julho de 2009
Ler no Sapo Livros.
etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 03:10
link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 00:47
link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Jesusalém é o mais recente livro de Mia Couto.

Eis a sinopse divulgada pela editora à imprensa: « Profundamente abalado pela morte da mulher, Dordalma, aquela que era "um bocadinho mulata", Silvestre Vitalício afasta-se da cidade e do mundo. Com os dois filhos Mwanito e Ntumzi, mais o criado ex-militar Zacarias Kalash, faz-se transportar pelo cunhado Aproximado para o lugar mais remoto e inalcançável.

Aí, numa velha coutada de caça em ruínas, funda o seu refúgio, a que dá o nome de Jesusalém, porque a vida é demasiado preciosa para ser esbanjada num mundo desencantado".

Assim começa este novo romance de Mia Couto. Mas apenas começa, porque a vida, e a imaginação do autor, quando se combinam, como é aqui o caso, produzem os efeitos mais inesperados e surpreendentes.»

Para promover a obra, Mia Couto estará em Portugal entre 12 e 25 de Julho.
etiquetas:

publicado por Senhor Palomar às 08:22
link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 16 de Junho de 2009

Na próxima quinta-feira, 18, José Saramago parte de Lisboa rumo a Figueira de Castelo Rodrigo, seguindo a "rota portuguesa de Salomão". Ler aqui.

Para acompanhar aqui.

etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 16:40
link do post | comentar | partilhar

Domingo, 7 de Junho de 2009
As palavras são de José Saramago, estão publicadas no Jornal El País (aqui), e são utilizadas para descrever Berlusconi. Relembre-se que a Einaudi (propriedade do primeiro-ministro italiano) recusou-se a publicar "O caderno", de José Saramago, por este fazer alusões pouco simpáticas a Berlusconi. O nobel português, contudo, já disse que a obra (elaborada a partir do blog homónimo) sairá à mesma em Itália, embora noutra chancela.

Ler notícia no Público no i, no Expresso e no DN.

etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 13:52
link do post | comentar | partilhar

Multiplicam-se as notícias que dão conta que José Saramago já concluiu, e entregou, ao seu editor um novo romance. Ler no DN.
etiquetas: ,

publicado por Senhor Palomar às 01:11
link do post | comentar | partilhar


pesquisar
 
posts recentes

O livro dos guerrilheiros...

José Saramago despede-se ...

Gabo, por Saramago

Booktour de Mia Couto, po...

A viagem de Mia Couto, pe...

ligações
etiquetas

agradecimentos e referências ao sr. palo(76)

alêtheia(2)

angelus novus(3)

antígona(5)

assírio e alvim(9)

autores(508)

bertrand(7)

bibliotecas(5)

campo das letras(2)

casa das letras(2)

contraponto(1)

da literatura e de outras artes(58)

desaparecimentos(3)

design editorial(2)

divulgação(49)

e agora para algo completamente diferent(9)

edições 70(4)

edições nélson de matos(1)

editorial presença(8)

efemérides(2)

escritor é um bicho violento(6)

estado(1)

eventos(7)

fixações listas tops e directórios do sr(80)

gradiva(3)

guerra e paz(2)

guimarães editores(5)

histórias do livro(53)

leya asa(2)

leya caminho(11)

leya lua de papel(3)

leya oceanos(8)

leya publicações dom quixote(35)

leya teorema(11)

livreiros e livrarias(2)

livro de reclamações(1)

livro electrónico e outros gadgets(10)

livros(188)

manifestos(6)

nova vega(1)

o esplendor de portugal(1)

o senhor palomar agradece(8)

o senhor palomar ainda vai à bancarrota(1)

o senhor palomar confessa-se(34)

o senhor palomar dialoga(2)

o senhor palomar é falível e erra(3)

o senhor palomar entrevista(1)

o senhor palomar está ao serviço da comu(2)

o senhor palomar faz serviço público(1)

o senhor palomar não gosta de dar estas(1)

o senhor palomar recomenda(24)

o senhor palomar reflecte(1)

o senhor palomar responde(1)

o senhor palomar tem dúvidas(16)

o senhor palomar vai a votos(1)

oficina do livro(2)

penguin(1)

planeta(1)

polémicas(54)

porto editora(14)

prémios e distinções(29)

profissionais da edição(9)

quetzal editores(26)

quidnovi(1)

recensão literária(57)

relógio d'água(6)

revistas imprensa magazines(13)

saída de emergência(1)

sextante editora(1)

teatro(2)

tendências e géneros(14)

tinta-da-china(7)

todas as tags