Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Senhor Palomar

Livros, autores, leituras e edição de livros em geral.

Senhor Palomar

Livros, autores, leituras e edição de livros em geral.

18.Jun.10

Muito triste.

Senhor Palomar
                                                                                                                                                                                    .
15.Jun.10

Aviso aos 3 leitores deste blogue.

Senhor Palomar
O Senhor Palomar terá novidades para breve. O Senhor Palomar vai abandonar esta casa, mas antes vai enchê-la de amigos. O Senhor Palomar vai continuar, mas em companhia. O Senhor Palomar não pode dizer mais nada, porque os convidados que passarão a ser residentes ainda não fizeram o check in. O Senhor Palomar é como aqueles deputados que falam muito, mas não dizem nada. Agora, o Senhor Palomar vai ali e já vem.
14.Jun.10

Aviso à navegação ou quando o Senhor Palomar quer usar este blogue para fazer filosofia de pacotilha.

Senhor Palomar
As palavras têm destas coisas. Dizer: o teu olhar tem ódio é, já se vê, muito diferente de o teu olhar tem ópio. E, contudo, a separar as frases, apenas uma letra.   Por outro lado, se este post fosse retirado de um volume de poesia concretista, todos veriam que basta passar uma tempestade para haver uma inversão da forma (ou dos papéis), pelo que é normal que um d se transformar num p. Ou talvez não se dissesse nada e isto seja simplesmente estúpido.
19.Mai.10

Amigos e livros.

Senhor Palomar
O Senhor Palomar tem amigos que escrevem livros. Amigos que não sabem se conseguirão escrever livros. Amigos que quase deixam de viver para os escrever, mas também outros que não se atrevem a redigir uma linha sem antes pensarem em viver. O Senhor Palomar tem amigos que se comprometem com a escrita, mesmo que não sejam capazes de se comprometer com as pessoas que amam, ou (por vezes pior) com as pessoas que as amam. O Senhor Palomar gosta dos seus amigos, mas por vezes não gosta dos (...)
17.Mai.10

Há mais de cem anos que é isto.

Senhor Palomar
«Nós estamos num estado comparável somente à Grécia: mesma pobreza, mesma indignidade política, mesma trapalhada económica, mesmo abaixamento de caracteres, mesma decadência de espírito. Nos livros estrangeiros, nas revistas quando se fala num país caótico e que pela sua decadência progressiva, poderá vir a ser riscado do mapa da Europa, citam-se a par , a Grécia e Portugal.» Eça de Queirós. Roubado ao excelente Autores e Livros (...)
16.Mai.10

Ser português. Um comovente texto de Carla Maia de Almeida.

Senhor Palomar
«Também eu estou cansada de ver “os melhores espíritos da minha geração” destruídos pelo desgosto quotidiano que é viver neste país; gente para quem emigrar, hoje, é uma decisão tão saudável como combater o mau colesterol. Quem fica, seja por que razão seja, sabe que tem de ser feito de uma liga especial para resistir à corrosão e ao desgaste permanentes. Uma têmpera de aço, ferro, carbono, fósforo, titânio, tungsténio e o diabo a sete, como o raio do Terminator.»   F (...)