Este é um blogue livre de pontos de exclamação

Ilustração de Pedro Vieira
Banda sonora
últ. comentários
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
Claro, tinha que ser Nan Goldin! linda foto...
Que excelente descoberta a minha. Este blog é uma ...
Nem o Godot, nem o Supra-Camões, nem o D.Sebastião...
Parabens pelo destaque nos Blogs do sapo
mais comentados
arquivo
subscrever feeds
Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

Em resposta a este post, dedica Jorge Candeias (JC) ao Senhor Palomar um post. Gesto que este muito agradece, note-se.

 

Sem o afirmar, o Senhor Palomar foi considerado de direita, como quem o diz num insulto. Saberá decerto o Jorge Candeias que ser de direita não será uma crítica ou um defeito, tal como ser de esquerda não constitui por si um elogio. Assim, e quanto a esse aspecto, o Senhor Palomar nada tem a dizer, e nada dirá.

 

O Senhor Palomar, contudo, fica comovido que JC refira que este blogue «em geral, até se pode ler», que «é porreiro». Mais, não considera o Senhor Palomar «inculto, nem burro, nem mal informado». Glória absoluta, até concorda com algumas das posições de teor literário.

 

JC não gosta das posições políticas e está no seu direito. Fica por isso o conselho, ou sugestão se JC a permitir: faça como Álvaro Cunhal nas eleições da primeira eleição presidencial de Mário Soares, o célebre "ponha um dedo sobre a cara do histórico social e marque a cruz no quadrado respectivo". Que é como diz: leia só os posts de teor literário, que tanto gosta, e ignore os de teor político.

 

Despede-se assim, com cortesia e boa educação, o Senhor Palomar, deixando um abraço de consideração a Jorge Candeias.



publicado por Senhor Palomar às 18:15
link do post | comentar | partilhar

6 comentários:
De José António Abreu a 7 de Outubro de 2009 às 22:59
Aproveitando oportunidade e tom, quero protestar contra o excessivo destaque dado nos últimos tempos ao novo livro do Dan Brown. Esta cedência "devastadora" ao populismo num blogue que "até se pode ler" é inconcebível. Ainda "se o fizesse decentemente", avisando em cada post dedicado ao senhor Brown que ele escreve mal (um artigo da New Yorker explicava há anos como perceber isso na primeira frase de "O Código Da Vinci"), tudo bem. Assim, não. É a "honestidade" dos intelectuaizinhos...

/modo sarcástico off

Bondade sua, senhor Palomar, ficar comovido com expressões como "até se pode ler", tão simpáticas e magnânimas. Ou "se o fizesse decentemente, tudo bem". Ou "honestidade dos direitinhas". Aliás, se o senhor Jorge Candeias se tivesse dado ao trabalho de pesquisar o "Senhor Palomar", teria provavelmente descoberto que já houve alfinetadas a todos os partidos. Mas, como é evidente, apenas algumas são "enviesamento".

Agora - e mais importante - quanto ao Dan Brown...


De Senhor Palomar a 8 de Outubro de 2009 às 20:19
:)
Um abraço.
Palomar.


De Jorge a 10 de Outubro de 2009 às 02:36
jaa, já? Jura? Mesmo? Solenemente, sobre a Constituição da República? Ou, como parece ser mais a seu gosto, sobre um livro qualquer do Dan Brown?

Compreende, decerto, a diferença que há entre alfinetadas a personagens envolvidas em partidos, e alfinetadas a partidos? Não? É que das primeiras tenho visto. À Elisa Ferreira (ou será ao Pinto da Costa?), ao Louçã, à Ana Gomes, uma alfinetadinha muito, muito suave ao Marcelo e à Dª. Manuela... A partidos só mesmo ao BE.

E mesmo que se tome estas partes pelo todo dos respetivos partidos, o que é francamente abusivo, oh jaa, todos? A sério? ao Partido da Terra? Ao MRPP? Aos Verdes? Ao PNR? Ao MMS? Jura?

Nesse caso, confesso e penitencio-me: não vi. Mea culpa, mea maxima culpa.


De Lola a 10 de Outubro de 2009 às 04:44
E qual é o problema de ter posições políticas?
Os políticos mexem no meu bolso e atrapalham a minha vida todo o dia. E qual é o problema ter posições de direita? E quem dita qual é a ideologia da direita? A esquerda?


De Jorge a 10 de Outubro de 2009 às 14:24
Absolutamente nenhum. O problema não está nas posições, está no modo como elas são expressas.

Explicado com mais detalhe aqui (http://lampadamagica.blogspot.com/2009/10/replica-resposta-contraposicao-ao-post.html).


De Lola a 11 de Outubro de 2009 às 15:13

Mas uma discussão não serve justamente para uma das partes convencer a outra que suas posições são as certas?



Comentar post

pesquisar
 
posts recentes

O movimento dos leitores ...

Freud e Jung, por Cronenb...

Sabor a Brasil.

Amalfitano.

Molly Bloom.

ligações
etiquetas

agradecimentos e referências ao sr. palo(76)

alêtheia(2)

angelus novus(3)

antígona(5)

assírio e alvim(9)

autores(508)

bertrand(7)

bibliotecas(5)

campo das letras(2)

casa das letras(2)

contraponto(1)

da literatura e de outras artes(58)

desaparecimentos(3)

design editorial(2)

divulgação(49)

e agora para algo completamente diferent(9)

edições 70(4)

edições nélson de matos(1)

editorial presença(8)

efemérides(2)

escritor é um bicho violento(6)

estado(1)

eventos(7)

fixações listas tops e directórios do sr(80)

gradiva(3)

guerra e paz(2)

guimarães editores(5)

histórias do livro(53)

leya asa(2)

leya caminho(11)

leya lua de papel(3)

leya oceanos(8)

leya publicações dom quixote(35)

leya teorema(11)

livreiros e livrarias(2)

livro de reclamações(1)

livro electrónico e outros gadgets(10)

livros(188)

manifestos(6)

nova vega(1)

o esplendor de portugal(1)

o senhor palomar agradece(8)

o senhor palomar ainda vai à bancarrota(1)

o senhor palomar confessa-se(34)

o senhor palomar dialoga(2)

o senhor palomar é falível e erra(3)

o senhor palomar entrevista(1)

o senhor palomar está ao serviço da comu(2)

o senhor palomar faz serviço público(1)

o senhor palomar não gosta de dar estas(1)

o senhor palomar recomenda(24)

o senhor palomar reflecte(1)

o senhor palomar responde(1)

o senhor palomar tem dúvidas(16)

o senhor palomar vai a votos(1)

oficina do livro(2)

penguin(1)

planeta(1)

polémicas(54)

porto editora(14)

prémios e distinções(29)

profissionais da edição(9)

quetzal editores(26)

quidnovi(1)

recensão literária(57)

relógio d'água(6)

revistas imprensa magazines(13)

saída de emergência(1)

sextante editora(1)

teatro(2)

tendências e géneros(14)

tinta-da-china(7)

todas as tags